Modal Aplicativo Modal Whatsapp

Lewandowski suspende andamento de duas ações da Lava Jato contra Lula - ISTOÉ Independente

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski suspendeu nesta terça-feira (14) o andamento de duas ações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava Jato. As informações são do UOL. Os processos dizem respeito a supostas doações da Odebrecht ao Instituto Lula, e à compra de um […]

COMPARTILHE:

2021-09-15 06:00:06

Isto é

Brasil

Da Redação

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski suspendeu nesta terça-feira (14) o andamento de duas ações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava Jato. As informações são do UOL.

Os processos dizem respeito a supostas doações da Odebrecht ao Instituto Lula, e à compra de um terreno para sediá-lo e de um apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

A decisão liminar atende a um pedido da defesa de Lula e impede que os dois processos sejam retomados agora, após o STF ter reconhecido a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar Lula, anulando suas condenações.

Segundo Lewandowski, como o STF declarou Moro parcial, também fica implícita a incompetência dos demais integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba para investigar e acusar Lula.

A suspensão, até o momento provisória, vale até que o STF decida definitivamente se encerra ou não as investigações contra Lula.

Tópicos

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski suspendeu nesta terça-feira (14) o andamento de duas ações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava Jato. As informações são do UOL.

Os processos dizem respeito a supostas doações da Odebrecht ao Instituto Lula, e à compra de um terreno para sediá-lo e de um apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

A decisão liminar atende a um pedido da defesa de Lula e impede que os dois processos sejam retomados agora, após o STF ter reconhecido a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar Lula, anulando suas condenações.

Segundo Lewandowski, como o STF declarou Moro parcial, também fica implícita a incompetência dos demais integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba para investigar e acusar Lula.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar