DF deve receber mais vacinas nesta sexta-feira, diz Ibaneis

O governador destacou, porém, que a data é uma promessa do Ministério da Saúde e que o GDF está remanejando doses para continuar atendendo os adolescentes de 12 a 17 anos

COMPARTILHE:

2021-10-14 17:54:08

Correio Brasiliense

O Distrito Federal deve receber mais vacinas contra a covid-19 nesta sexta-feira (15/10). A informação foi repassada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) na manhã desta quinta-feira (14/10). Porém, o chefe do Executivo local destacou que a data ainda é uma promessa do Ministério da Saúde. Atualmente, o DF enfrenta uma falta de vacinas da Pfizer/BioNTech para aplicar em adolescentes de 12 a 17 anos. 

'A promessa é que cheguem mais doses amanhã (sexta), nós fizemos um remanejamento para continuar atendendo os jovens. A gente espera que, com a chegada das doses, possamos avançar na vacinação da população do DF', disse. Segundo Ibaneis ainda não há uma confirmação de quantas doses serão entregues pela pasta federal. 

'Queremos avançar na vacinação do público de terceira dose e avançar na imunização com segunda dose', completou o governador. 

Com resultados acima de 1 há 15 dias, a taxa de transmissão da covid-19 no Distrito Federal chegou a 1,06 nesta quarta-feira (13/10). Trata-se da quarta queda seguida do número, apesar de o indicativo permanecer preocupante. Dados acima de 1 demonstram descontrole da pandemia. O índice desta quarta (13/10) aponta que cada 100 pessoas com a doença podem transmiti-la a outros 106 pacientes. 

A média móvel de mortes em decorrência da covid-19 no Distrito Federal voltou a registrar queda após 20 dias variando os resultados entre estabilidade e crescimento. Para ser considerado em diminuição, o número precisa cair em níveis superiores a 15% na comparação com o dado de 14 dias atrás.

Nesta quarta-feira (13/10), o valor chegou a 15,86 — queda de 15,3% em relação a 29 de setembro. A média móvel de casos da doença, por sua vez, está estável pelo segundo dia consecutivo, depois de permanecer em alta por uma semana seguida. O resultado caiu apenas 4,3% na comparação com as duas últimas semanas e alcançou 841,6 nesta quarta (13/10).

 

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar