Ciro volta a atacar Lula e Dilma em vídeo e diz que PT é 'deserto de lideranças'

Ciro Gomes afirmou que o PT "é hoje um deserto de lideranças" e que o "egocentrismo político sempre foi e continua sendo a característica mais marcante" de Lula

COMPARTILHE:

2021-10-14 20:30:25

Valor Economico

Um dia após bate-boca nas redes sociais entre o presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o pedetista divulgou vídeo, nesta quinta (14), afirmando que o PT 'é hoje um deserto de lideranças' e que o 'egocentrismo político sempre foi e continua sendo a característica mais marcante' do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

LEIA MAIS:

No vídeo de quase seis minutos, o pedetista reafirma seu posicionamento de que 'Lula foi um dos principais responsáveis pela queda de Dilma'. 'Repito, Lula, sim, foi o maior fator de desestabilização do mandato de Dilma. Ele fez isso de forma às vezes consciente e às vezes inconsciente', diz Ciro em post.

'Na verdade, o egocentrismo político sempre foi e continua sendo a característica mais marcante de Lula. Não é por acaso que o PT é hoje este deserto de lideranças. Ele sabe que eu posso dizer isso porque poucos conhecem ele tão bem quanto eu. E destes que o conhecem bem, nenhum tem a minha coragem e independência de dizer o que sabe o que pensa', seguiu o pedetista.

Ciro Gomes: 'Repito, Lula, sim, foi o maior fator de desestabilização do mandato de Dilma' — Foto: Gabriel de Paiva/Agência O Globo/Arquivo

'Dilma, que me agrediu duramente ontem e recebeu o troco, também sabe que poucos conhecem o bastidor do seu impeachment como eu. E poucos lutaram tanto e desinteressadamente ao seu lado, como eu, nos seus momentos finais', afirmou.

Ainda no vídeo, o pedetista voltou atrás de comentário que havia feito nas redes sociais no dia anterior. Na quarta (13), ele disse que errou quando lutou contra 'o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela Presidência', citando o nome da petista.

Mais cedo, na manhã desta quinta (14), Lula respondeu à fala de Ciro de que ele teria conspirado pelo impeachment de Dilma. ​

'Eu não vou falar do Ciro. O que ele fez ontem foi tão banal, foi tão grosseiro, que às vezes eu fico pensando, como Jesus Cristo na cruz dizia: 'Pai, perdoai os ignorantes, eles não sabem o que fazem'', disse Lula à rádio Grande FM de Dourados (MS).

'Eu às vezes fico pensando, não sei se o Ciro teve Covid ou não, mas me disseram que quem tem Covid tem problemas de sequelas, alguns têm problema no cérebro, de esquecimento, eu não sei. Mas não é possível que um homem que pleiteia a Presidência da República possa falar as baixarias que ele falou ontem', continuou o ex-presidente.

'Eu só lamento profundamente que seja assim. Eu só não sei o que ele está querendo, mas quem planta vento colhe tempestade', completou.

O bate-boca vem após a proposta de Ciro de 'uma trégua de Natal'. Depois de ter sido vaiado e alvo de pedaços de pau na manifestação pelo impeachment no dia 2, o pedetista declarou à imprensa que era preciso acalmar os ânimos das militâncias e promover entendimento em torno do impeachment de Bolsonaro.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar