Em novo cenário, Cristiano Ronaldo e Suárez reacendem rivalidade em busca de 'xeque-mate' na Copa do Mundo

Desempregados, craques de Portugal e Uruguai voltam a se enfrentar após serem protagonista no El Clasico

Isto é

2022-11-28 07:55:14

COMPARTILHE:

Parceria Lance & IstoÉi Parceria Lance & IstoÉ - https://istoe.com.br/autor/parceria-lance-istoe/

28/11/2022 - 4:00

Luis Suárez e Cristiano Ronaldo, dois dos maiores atacantes dos últimos tempos, voltam a se enfrentar em uma Copa do Mundo. Contudo, o cenário não é mais o mesmo de 2018, quando o Uruguai eliminou Portugal nas oitavas de final do Mundial na Rússia e os dois eram expoentes da rivalidade Barcelona x Real Madrid. Em 2022, ambos estão em declínio e próximos da aposentadoria, além de estarem desempregados.

O equilíbrio marca o duelo entre os centroavantes. São cinco vitórias para Suárez, quatro para CR7 e dois empates, mas é Cristiano quem leva a melhor no saldo individual. O português já marcou sete gols contra o uruguaio, que soma seis bolas na rede quando cruzou com Ronaldo na carreira.

Ambos passaram em branco quando se enfrentaram na Rússia, mas no último El Clasico que dividiram o gramado, os dois foram as redes no empate por 2 a 2 entre Real Madrid e Barcelona, em 2018.

“EL PISTOLERO” EM SUA ÚLTIMA DANÇALuis Suárez viveu um ano de despedidas antes do Mundial. Depois de dois anos defendendo o Atlético de Madrid, onde marcou 34 gols em 84 jogos no total, o centroavante retornou ao Nacional-URU, time que o revelou ao mundo do futebol. Contudo, apesar de chegar como “herói”, deixou o clube com oito tentos em apenas 20 partidas.

Atualmente sem clube e com uma atuação um tanto quanto “apagada” na estreia da seleção celeste na Copa do Qatar, o camisa 9 quer voltar a provar que é um dos maiores nomes da história da equipe – senão o maior.

Suárez foi campeão com o Nacional (Foto: DANTE FERNANDEZ / AFP)

Em Copas, o atacante marcou sete vezes em 14 partidas. No total da seleção celeste, são 134 jogos e 68 bolas na rede, números que podem ser ampliados se Suárez conseguir, apesar das dificuldades, fazer o que mais sabe com a camisa do seu país: ser decisivo.

Já que o Uruguai precisa de uma vitória para não se complicar na última rodada, o atacante sul-americano quer, além de ajudar a seleção do próprio país, se firmar como o “melhor” em uma rivalidade histórica com Cristiano Ronaldo dos tempos de Barcelona x Real Madrid.

Antes da última Copa, em 2018, Luisito balançou as redes 31 vezes em 51 oportunidades com a camisa do time catalão, na época em que os dois atuavam em solo espanhol. Sendo assim, o camisa 9 da Celeste pode relembrar os bons tempos neste reencontro que, dependendo do clube que optarem por defender depois do Mundial, deve acontecer ainda mais vezes.

Luisito busca seu primeiro gol na Copa do Qatar (Foto: Anne-Christine POUJOULAT / AFP)

CR7 EM BUSCA DA TAÇA INÉDITACristiano Ronaldo chegou no Mundial do Qatar lidando com diversas turbulências. Em uma de suas piores temporadas na carreira, tentou sair do Manchester United na pré-temporada, mas não recebeu propostas atrativas.

Com a chegada de Eric Ten Hag no Old Trafford, uma nova cultura foi instaurada no clube inglês, e o técnico não contava com CR7, que passou a amargar o banco e não aceitou a situação. Antes de se apresentar à seleção portuguesa, concedeu entrevista bombástica onde detonou o técnico, o United e alguns companheiros, dizendo se sentir traído. Não restou outra opção para ambas partes a não ser a rescisão contratual.

CR7 não faz mais parte do United (Foto: OLI SCARFF / AFP)

Mesmo em baixa, o astro português almeja a Copa do Mundo para aumentar a prateleira de títulos e recorde por Portugal. O craque começou O Mundial no Qatar com o pé direito, marcando de pênalti o primeiro gol na estreia contra Gana, onde os portugueses venceram por 3 a 2.

Além de entrar na seleta lista de jogadores com cinco Copas no currículo, Cristiano Ronaldo se tornou o único atleta a marcar em cinco Mundiais consecutivos. Não obstante, ele é o jogador que mais vezes vestiu a camisa da Seleção de Portugal (182 vezes), o atleta com mais gols por uma seleção nacional (113 gols) e o jogador europeu com mais convocações (181).

Guiado pelo clima de revanche após a derrota em 2018, CR7 quer mostrar ao mundo que ainda é um dos melhores jogadores da atualidade e igualar o confronto pessoal contra Luis Suárez.

CR7 fez de pênalti contra Gana (Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP)

Copyright © 2021 - Editora Três Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar